Olá Pessoas Lindas.



Meu nome é Tainá Campideli, sou administradora do Instagram @acadapaginaumamor e fui convidada pela Andreia a ser a colaboradora do seu Blog. Hoje postarei minha primeira resenha aqui no Blog.

Fiquei muito em duvida  qual seria minha próxima leitura, tinha acabado de ler  uma trilogia de contos da Autora Andreia Nascimento que acabou comigo, sério, ela ainda me mata do coração com esses Romances. Mas acabou que Andreia não satisfeita em me viciar em ebooks, me fez começar a leitura do livro da Mary, Arranjo Perfeito, e sinceramente, não me arrependo de ter lido nesse momento da minha vida. Tentarei ser o mais breve possível, pois Mary me viciou nessa história de casamento grego e agora preciso de continuação rs.


Sinopse: Marcha nupcial, véu e buquê. Isso não estava nos planos de Dóris. Não quando envolvia o lindo e encantador casamento grego. Mas após ela fazer um acordo com seus pais e ter a sua parte totalmente fracassada, ela precisa assumir as responsabilidades e aceitar o que seu pai lhe propôs.

E como se não bastasse a sua revolta com o casamento, onde os noivos não se conhecem, tudo fica mais complicado quando ela conhece o seu novo vizinho, Alex.
Alex é o tipo de cara com quem ela queria se casar. O cara de seus sonhos.
Os dois criam um forte laço de amizade e tudo o que Dóris tem é o medo, de que essa amizade torne-se algo maior.
Afinal Damien é o seu noivo e ele a espera no altar para um arranjo perfeito.



 Arranjo Perfeito é uma leitura rápida e deliciosa que traz uma visão muito interessante sobre a cultura grega. Dóris, uma menina grega que vive no Brasil, sua família, mesmo se mudando para o Brasil não deixou os costumes gregos de lado. Sua vida estava indo muito bem, até o dia que seu pai decide fazer o comunicado que Dóris precisava se casar.  Para quem não conhece um pouco desse costume, quem escolhe o noivo são os pais e a filha tem que encarar a situação desagradável de casar com um estranho.

 Foi então que Dóris resolveu criar uma lista de coisas que pretendia fazer em sua vida antes de se casar com o noivo desconhecido. Para sua família, tudo estava caminhando perfeitamente bem, os preparativos do casamento, a escolha do vestido de noiva e todas as baboseiras de um casamento.

  Em um dia comum de compras, Dóris estava esperando o elevador, cheia de sacolas nas mãos, quando sem querer esbarrou em um homem cheio de caixas.  Conversa vai, conversa vem, Dóris descobriu que aquele homem seria seu novo vizinho e futuramente, iria se apaixonar por ele. Numa breve apresentação, o estranho se apresenta como Alex, e logo apelida Dóris de Bob, ela usava uma blusa do Bob esponja no dia que se esbarraram, o apelido ficou marcado. Divertia-me horrores quando era mencionada a palavra Bob no livro, eu tinha a impressão que Alex sempre estava sendo irônico em alguns momentos rs.


Dóris estava cada vez mais desesperada, pois seu casamento estava se aproximando, e foi nesse curto tempo que Dóris começou a se apaixonar por Alex. Aquele homem não colaborava com os sentimentos de Dóris, pensa em um homem que faz de tudo para uma mulher se apaixonar por ele, sim, esse é Alex, ele decidiu realizar os itens da lista e foi super criativo nas realizações, um verdadeiro cavaleiro.

Após um concurso de noivos que foram juntos, suas duvidas sobre aquele amor que sentia por Alex foram concluídas, ela estava perdidamente apaixonada por ele, mas Alex decidiu se afastar. Com muita dor no coração, eles precisaram ficar longe. Até eu sofri nesse momento do livro gente, foi difícil ver um casal apaixonado se separando.


Chegou o dia do casamento, para muitas noivas esse seria mais que um dia especial, talvez o melhor dia de suas vidas, mas para Dóris era o pior dia, eu fiquei muito nervosa por ela, e ficava tentando achar uma alternativa para aquele casamento em minha mente, mas infelizmente quem ficou curioso sobre “Arranjo Perfeito” vai ter que ler, seria impossível comentar sobre o casamento sem dar spoiler, então sinto muitíssimo amores rs.
Viva o momento, seja a beija-flor que aprecia cada flor em breves momentos, mas sempre tire o melhor delas...


Sinceramente eu amei poder conhecer um pouco da cultura grega, de como acontece o casamento grego e todos os diferentes costumes. Amei o livro, e se tiver um tempinho, leiam este livro.

Beijinhos Amores!




Hey!


Hoje eu vim aqui falar sobre uma serie original da Netflix!



Todos sabemos que a Netflix tem umas series originais que não deixam a desejar e One Day At A Time me pegou de surpresa. Eu tinha colocado na minha lista, mas não para assistir logo, foi mais um negócio assim: Colocar aqui só para fazer volume. Mas eu acabei vendo o primeiro, depois o segundo e quando cheguei no terceiro pensei: - Faltam só 10! Gente, a Netflix faz isso de propósito? Quando cheguei ao final estava tão envolvida com cada personagem que tive que chorar, para mim o final foi forte.

Diferente de muitas series de comédia essa aborda a vida de imigrantes de Cuba, são pessoas de classe média, a família consiste em avó, mãe e dois filhos. Eles são cômicos na medida certa, sempre abordando tema com muito humor.

Penelope que é a mãe de Elena e Alex dois adolescentes totalmente diferentes. Hoje ela é enfermeira em uma clinica particular, antes era do exercito. Badass!!

Depois da separação da filha a matriarca Lydia - que ama falar em espanhol - foi morar com ela para dar aquela ajuda. Mas a relação não é perfeita, mas são as brigas e discussões que deixa tudo mais engraçado. Penelope só quer dar o melhor para filhos, como educação, limites e valores morais. Um trabalho que ela tem mais com seu caçula Alex.

Elena para mim é uma das personagens mais marcantes, preste a fazer 15 anos e algumas dúvidas chegam para ela. Primeiramente ela é uma personagem que vê o mundo diferente, ela forte e cheia de ideias e se recusa a fazer a Quinces, que é a festa de debutante tradicional de seu país. Mas junto com a Quinces também surge algumas duvidas e inclusive sobre questionar sua sexualidade. Ela tenta namorar com o garoto popular, mas não parece bastar.

A família cada um reage de uma forma diferente. O que foi muito bom, pois sabemos que são pessoas diferentes.  A serie aborda vários assuntos como desapegar de coisas de passado, sexualidade, estresse pós-traumático.

Há outros personagens que só agrega a serie. Bem, creio que falei demais, mas também sei que há muito mais coisas para se ver. A serie tem tudo na medida certa e você só perde se não ver.

Beijos até a próxima!!


Hey!


Eu tive uma relação de risco com esse livro. Eu vi alguns comentários sobre ele no Skoob, os comentários me deixaram com o pé atrás, mas me mantive focada na leitura. Eu realmente estava adorando e nos primeiros capítulos achando um livro maravilhoso, mas como eu já estava preparada para o pior, ele veio. 

Doeu menos? Não, mas eu estava preparada mesmo. Não afetou a velocidade que li o livro, ele tem mais de 400 páginas e foram uns 4 dias de leitura. 

Não sei se foi a intenção da autora fazer tantas viradas em uma única história e isso acabou cansando. Mas vamos a sinopse primeiro.


Sinopse: Ao se dar conta de que o namorado nunca vai pedir sua mão em casamento, Lottie toma uma decisão. Termina o compromisso com ele e diz o tão sonhado sim a Ben, uma antiga paixão, com quem ela havia prometido se casar se ambos ainda estivessem solteiros aos 30 anos. Os dois então resolvem pular o namoro e ir direto para uma cerimônia simples e seguir para a lua de mel em Ikonos, a ilha grega onde eles se conheceram. Mas Fliss, a irmã mais
velha da noiva, acha que Lottie enlouqueceu. Já Lorcan, que trabalha na empresa de Ben, teme que o casamento destrua a carreira do amigo. Fliss e Lorcan então elaboram um plano para sabotar a noite de núpcias do casal e impedir que os noivos cometam o maior erro de suas vidas.





Eu me pergunto que proporção de pedidos de casamento termina em "sim" e que proporção termina em "não".


A leitura é intercalada em o ponto de vista das duas irmãs, o que eu adorei. Não consigo ver uma outra forma de ser contada. Com personagens muito carismáticos e fáceis de se apegar, a história flui com as confusões da Lua de Mel. Fliss a irmã mais velha acha que está salvando Lottie dela mesma atrapalhando a noite de núpcias do casal. Vindo de um péssimo divórcio acha que a irmã está fazendo uma "Escolha Infeliz" como ela chama todos os atos pós-rompimento. Lottie tem um grande bagagem de fazer besteira a si mesma.

Ben se mostra o cara certo depois do fiasco com Richard, mas é um personagem muito volúvel e é isso que não nos damos conta pela visão da Lottie. Ela está imersa sobre um nuvem de amor juvenil e não consegue perceber que eles não tem mais 18 anos.

O livro lhe tira boas risadas, a escrita é uma coisa de Deus. Sophie acabou de ganhar uma fã, e estou ansiosa para ler os próximos títulos dela. O que não me agradou mesmo foi como a Fliss conduziu tudo. Isso me deixou verdadeiramente chateada. Mas eu adorei o final de verdade. Fiquei decepcionada com a ideia que eu tinha de Ben no início, mas depois virou só uma sombra, rs.

O único aviso é: Vá com a mente aberta. Você pode amar a leitura.

Beijos e até a próxima!!




Hey!

Esse ano tirei para ver muitos filmes... muitos filmes mesmo! Todos os que tenho vontade de ver e ainda não vi e vários outros! 

A semana se cumpriu e eu vi exatos 8 filmes. Dois foram pela segunda vez, mas ninguém é perfeito.

É um desafio bom, o que vivemos com os filmes nos renova, nos faz chorar, nos faz rir. E essa semana eu tive o prazer de ver 7 filmes bons, o total foram 8, mas eu vi fraquinho que jamais verei de novo. Então vamos lá.


1-Deadpool


Sinope: Ex-militar e mercenário, Wade Wilson (Ryan Reynolds) é diagnosticado com câncer em estado terminal, porém encontra uma possibilidade de cura em uma sinistra experiência científica. Recuperado, com poderes e um incomum senso de humor, ele torna-se Deadpool e busca vingança contra o homem que destruiu sua vida.
Não recomendado para menores de 16 anos.
Eu particularmente adorei esse filme, ele é um "antihero", nem bom para ser herói e também não é ruim para ser vilão, ele está ali. Um personagem engraçado, carismático e bem interpretado por Ryan Reynolds. Um filme que eu também diria que é completo, tem ação, tem romance, tem comdédia. Lembro que quando vi no cinema eram só risos. 5/5



2 - A Escolha Perfeita 2

Sinopse: Após conquistarem o sucesso, as Barden Bellas ganham a oportunidade de se apresentar para ninguém menos que o presidente dos Estados Unidos. Só que o show é um grande fiasco, o que as torna uma vergonha nacional. Diante do ocorrido, as Bellas são proibidas de participar de competições no meio acadêmico e até mesmo de aceitar novas integrantes. A única saída de Beca (Anna Kendrick), Fat Amy (Rebel Wilson) & cia é vencer o campeonato mundial a capela, o que apagaria as punições aplicadas ao grupo. Mas há um problema: nunca uma equipe americana venceu o torneio.
Não recomendado para menores de 12 anos

Esse é o segundo filme, eu realmente amei o primeiro, eu gosto mais da história do primeiro. Elas eram mais amadoras e mesmo assim arrasavam, neste elas já estão saindo da faculdade e querem ganhar o mundial. Eu amo filme que tenha músicas, danças e cantorias e este tem tudo em um só. Então para mim é perfeito!

5/5



3 - Fan Girl - Tudo pelo ídolo 

Sinopse: Telulah é uma menina de 15 anos que é apaixonada por cinema e que idolatra Alex, líder de uma banda de rock. Em meio a rotina escolar, ela busca uma ideia original e criativa para o projeto final das aulas de cinema.

Achei o filme fraco, elenco sem carisma. Nada me segurou e em alguns momentos me perguntei o motivo de ainda não ter mudado de canal. Eu amo filme que falam sobre fazer filme, mesmo que seja em projeto de escola, mas esse filme não me agradou muito.

3/5






4 - Ressaca de 9 meses


Sinopse: Maru, depois de engravidar numa noite de bebedeira com um jovem solteirão desempregado e imaturo, está determinada a seguir a tradição e casar-se com ele de qualquer maneira.

Filme MARAVILHOSO, extenso, mas maravilhoso. Não estou acostumando com filmes de comédia muito longo, mas esse valeu a pena. No início jurei que não ia prestar, mas o filme acabou se tornando lindo, foi uma jornada de duas horas que valeu muito a pena e acabou me deixando de ressaca também, fiquei pensando sobre o final por uns dias.

5/5






5 - Homem de Ferro 2

Sinopse: Após confessar ao mundo ser o Homem de Ferro, Tony Stark (Robert Downey Jr.) passa a ser alvo do governo dos Estados Unidos, que deseja que ele entregue seu poderoso traje. Com a negativa, o governo passa a desenvolver um novo traje com o maior rival de Stark, Justin Hammer (Sam Rockwell). Jim Rhodes (Don Cheadle), o braço direito de Tony, é colocado no centro deste conflito, o que faz com que assuma a identidade de Máquina de Combate. Paralelamente, Ivan Vanko (Mickey Rourke) cria o alter-ego de Whiplash para se vingar dos atos da família Stark no passado. Para combater Whiplash e a perseguição do governo, Stark conta com o apoio de sua nova assistente, Natasha Romanoff (Scarlett Johansson), e de Nick Fury (Samuel L. Jackson), o diretor da S.H.I.E.L.D.

Mais um filme de herói, sim! Eu estava muito atrasada com esse filme, então decidi vê-lo logo. Confesso que gostei mais do primeiro, mas esse não deixa a desejar não. O personagem em si é muito cativante. Para quem não conhece esse universo, aconselho a conhecer e esse herói é um lugar para começar.

5/5





6 - Full Out


Sinopse: Depois que um acidente grave acaba com seu sonho olímpico, a ginasta Ariana Berlin encontra a esperança no mundo do hip hop é no atletismo universitário.


Só para frisar: Este filme é baseado em fatos reais.
Um filme ótimo, um acidente a tirou das competições e ela se viu perdida no mundo. Até que sua fisioterapeuta pediu ajuda profissional dela. Foi onde tudo mudou para Ariana. Outro filme sobre dança! Sim! Eu amo. Personagens bons, história boa, volta por cima magnifica. Uma história de superação acima de tudo e com participação da própria Ariana. 

4.5/5


7 - Rostos na multidão 


Sinopse: Uma garota consegue sobreviver ao ataque de um serial killer. Mas, assim que desperta num hospital com uma ferida na cabeça, não consegue reconhecer ninguém. Isso a impede de distinguir os rostos das pessoas, uma situação verdadeiramente perigosa, uma vez que seu agressor quer matá-la, pois ela é a única testemunha que levá-lo prisão.

Eu escolhi ele pela a Milla, confesso. Mas eu tenho isso, alguns títulos eu escolho pelo ator, mas confesso que este filme subiu em meu conceito, fui assistir sem esperar muita coisa. O começo é calmo, o meio começa embalar, mas o final me fez sentar. Eu já estava apreensiva. Ela sofreu de um tipo de amnésia que não consegue reconhecer um rosto -  Nem o próprio rosto - um segundo que ela viu a face e a pessoa saiu por dois minutos e voltou, para ela já terá outra forma.  

No final a confusão de rostos faz a gente duvidar de todos. Todos podem ser o assassino em série. Eu não tenho do que reclamar. Os personagens são bons, apesar de ter vários atores interpretando um único só personagem. 
Recomendo para quem gosta desse tipo de filme.

5/5


8 - De Repente é amor

Sinopse: Oliver (Ashton Kutcher) e Emily (Amanda Peet) se conhecem em um vôo que cruza os Estados Unidos. Ele é um recém-formado que procura seguir um cronograma rígido para sua vida, de forma que consiga alcançar sucesso profissional o mais rapidamente possível e também encontrar o amor de sua vida. Ela é espontânea e indisciplinada, do tipo que prefere ver aonde a vida leva ao invés de fazer planos para o futuro. Oliver e Emily imediatamente sentem atração um pelo outro, mas as características de ambos são incompatíveis. Durante os sete anos seguintes eles se encontram periodicamente, mas tudo parece conspirar para que eles sempre estejam separados.

É um filme bacana. Eu gostei e não gostei. Ainda não decidi sobre isso, mas confesso que esperava mais. O início promete uma coisa e eu fiquei superanimada, mas aí a história repetitiva. O final é bem clichê.

3/5

Até a próxima semana!! 

P.s. Se tiver aquele indicação, deixa nos cometários. Não importa o gênero <3
E passem no blog da Paloma  para ver quais foram os vistos dela nessa semana